Dr. Osvandré Lech Ortopedista Especializado
Em Membro Superior
Entre em Contato
Dr. Osvandré Lech
Entre em contato
Consultas em Passo Fundo
Consultas em Passo Fundo
Consultas em Porto Alegre
Consultas em Porto Alegre


MENU
A SAGA DOS PAMPAS - A HISTÓRIA DE PASSO FUNDO, RS, COM RIQUEZA DE IMAGENS

Ortopedista reconhecido internacionalmente por seu trabalho nas especialidades de ombro, cotovelo e microcirurgia, o Gaúcho Osvandré Lech é o tipo de homem fincado à terra e às tradições de seu povo. Revirando o acervo do fotógrafo Czamanski, o médico vislumbrou a chance de contar em um livro mais de um século de história da próspera Passo Fundo, no norte do Rio Grande do Sul. Lá estão retratadas as festas tradicionais, as visitas de personalidades ilustres, os anos dourados das corridas de automóveis, as nevascas e a presença dos caixeiros-viajantes, entre outros fatos marcantes. O livro Passo Fundo - Memória e Fotografia reúne 202 fotos com textos explicativos que também denunciam a descaracterização arquitetônica crescente que o progresso leva à cidade. Osvandré Lech trabalha no Instituto de Orto- pedia e Traumatologia (IOT) de Passo Fundo, é presidente da Sociedade de Ortopedia e Traumatologia do Rio Grande do Sul (SOT-RS) e foi fundador e ex-presidente das Sociedades Brasileira e Sul-Americana de Ombro e Cotovelo.


Colóquio: Quais são seus próximos projetos literários médicos ou não-médicos?
Osvandré: "O meu segundo projeto literário não-médico é um livro de citações, que já está quase pronto". Trata-se de uma coletânea de frases que demonstram a inte- ligência e a perspicácia de pessoas que se tornaram conhecidas. Na área médica, estou concluindo com o colega Tarcísio Eloy Pessoa Filho, cirurgião de coluna em São Paulo, o primeiro livro brasileiro sobre o Exame Físico em Ortopedia."

Colóquio: conte um pouco da história da chegada de sua família a passo fundo.
Osvandré: "O caixeiro-viajante João Lech chegou a esta cidade em 1953. conheceu Almery Canfield e se apaixonou. Casaram-se em 1955 e tiveram três filhos. A família Canfield era tradicional na cidade,mas a família Lech não tem nenhum outro representante."

Colóquio: O Sr. é um médico de projeção internacional e, ao mesmo tempo, parece muito fincado às raízes de sua terra. Quais são os aspectos singulares da vida em Passo Fundo que o mantêm tão ligado à cidade?
Osvandré: "Sempre gostei da cidade em que nasci. Pertenço a um grupo de pes- soas que realmente pensa que é possível produzir história onde moramos, sem qualquer necessidade de buscar uma capital ou metrópole para "tentar a vida". costumo dizer que Passo Fundo não é melhor nem pior que uma cidade grande, é apenas diferente."

Colóquio: Quais são as fotos do livro que mais despertam suas emoções e memórias?
Osvandré: "Existem muitas fotos que despertam emoções e memórias nas pessoas da cidade". Gosto muito de acompanhar as sequências de fotografias aéreas que mostram como a cidade foi adquirindo corpo, transformando-se de uma pequena comunidade numa cidade de porte médio. "As imagens das nevascas também são especiais."

Colóquio: Quais os aspectos de deterioração da cidade que mais lhe causam preocupação atualmente?
Osvandré: "a cidade vem tendo a sua arquitetura histórica rapidamente deteriorada pela intensa atividade da construção civil. Este fato é comum à maioria das cidades e não deveria trazer conflito. No entanto, a ganância é intensa e não há respeito ao que existe de bonito. Devemos tomar todas as precauções para que as novas construções não destruam a arquitetura antiga."

Colóquio: houve a intenção de despertar a população e as autoridades para a preservação do Patrimônio histórico Cultural da cidade?
Osvandré: "Este livro foi lançado em dezembro de 1999, exatamente na mesma época em que um prédio histórico do centro da cidade foi comprado. Imediatamente ele teve toda a sua belíssima fachada modificada. De um estilo colonial, típico do início do século, passou a ter um estilo atual, com a arquitetura totalmente deformada. O objetivo era fugir da possibilidade de ver este imóvel tombado como patrimônio histórico. nos países desenvolvidos, o conceito é exatamente o contrário."

Colóquio: O Sr. tem noção de quantas fotos há no acervo histórico da família Czamanski?
Osvandré: "a família Czamanski se caracteriza por uma história muito bonita, voltada para a arte fotográfica", especialmente documentando fatos históricos desta região. A coleção é composta por mais de 3 mil fotografias sobre Passo Fundo e seus diferentes aspectos ao longo de décadas."

Colóquio: Este é seu primeiro livro não-médico. Como surgiu a ideia de produzi-lo?
Osvandré Lech: "Sempre gostei de literatura. Como médico, escrevi cerca de 15 livros ou capítulos e 60 a 70 artigos científicos. O meu grande interesse era saber se conseguiria escrever algo fora da medicina. Este é um verdadeiro desafio para indivíduos focados numa área científica especializada. "A ideia de produzir um livro sobre a história de Passo Fundo surgiu quando conheci o extenso acervo fotográfico da família Czamanski."


(Revista Colóquio, ano VI, n. 32, Regis Comunicação e Marketing, Laboratório Knoll, 2001)




Veja Também:






























Passo Fundo
Rua Uruguai, 2050
Fone: (54) 3045.2000
Porto Alegre
Rua Leopoldo Bier, 825/401
Fone: (51) 3219.2273
Ortopedista e Traumatologista
Especializado em Membro Superior
Ombro, cotovelo, mão e microcirurgia
© Copyright 2017 www.lech.med.br
Todos os Direitos Reservados
VIPWEB Soluções em Tecnologia