Dr. Osvandré Lech Ortopedista Especializado
Em Membro Superior
Entre em Contato
Dr. Osvandré Lech
Entre em contato
Consultas em Passo Fundo
Consultas em Passo Fundo
Consultas em Porto Alegre
Consultas em Porto Alegre


MENU
SAUDAÇÃO AO DR. SABINO ARIAS AO RECEBER O TÍTULO DE ACADÊMICO CORRESPONDENTE DA ACADEMIA PASSO-FUNDENSE DE MEDICINA

SR. PRESIDENTE DA ACADEMIA PASSO-FUNDENSE DE MEDICINA HOJE EMPOSSADO PROF. DR. JUAREZ TARASCONI, SR. PRESIDENTE DA ACADEMIA PASSO- FUNDENSE de Medicina que hoje deixa o cargo prof. dr. Júlio Cézar Canfild Teixeira, estimados acadêmicos dirigentes hoje empossados, ilustres autoridades aqui presentes e já nominadas pelo protocolo, meus colegas acadêmicos, meus amigos e minhas amigas.

O protocolo me imcumbiu de uma árdua e agradável atividade nesta noite: a de saudar o nosso futuro membro correspondente Sabino Arias.

Árdua, pois nem sempre é simples resumir de forma harmônica e atraente algumas das atividades deste homem de 87 anos de idade que, mesmo depois de uma ausência de 41 anos da nossa cidade, mantém o respeito e a admiração dos seus colegas de profissão e generosas doses de respeitabilidade social no meio da comunidade.

Agradável, porque estou hoje perto do mito. E logo vocês entenderão o que isto significa.

O quê, afinal, nos atrai na figura de Sabino Arias?

Não seria outra a razão para tão significativa homenagem nesta bela terça feira de primavera, quando todo o trigo destas plagas verdejantes já foi colhido e a terra aguarda agora outros grãos.

Num canto do seu curriculum vitae se destacam títulos recebidos, dentre eles:
1) Cidadão Honorário de Passo Fundo e de Primavera do Leste, Mato Grosso.
2)
Professor "honoris causa" da UPF.
3) Especialista em Cir. Geral e Ginecologia pela Associação Paulista de Medicina.
4) Membro da Associação Argentina de Cirurgia.
5)
Por sua contribuição pessoal ao estreitamento das relações comerciais brasil-bélgica, recebeu dois títulos de nobreza do rei da Bélgica: o de "Oficial da Ordem de Leopoldo II " e, posteriormente, a de "Commandeur".
6) Foi agraciado com o prêmio tendência em agricultura por ter obtido a maior produtividade de soja por hectare do País.

Sabino Arias é atualmente diretor-presidente da IBF (Indústria Brasileira de Filmes LTDA.), com sede no Rio de Janeiro, fundada por ele em 1963. uma das grandes multinacionais brasileiras, detentora de tecnologia de ponta mundial na produção de chapas offset. A IBF possui 700 funcionários, é detentora de 5% do mercado mundial de filmes de Raios-X, possui escritórios em 12 capitais brasileiras, exporta para 50 países e está presente nos 5 continentes. É um cidadão do mundo que fala fluentemente a nossa língua-mãe, o espanhol, o inglês, e o francês. Sabino Arias é também diretor-presidente da IBF Agropecuária, com sede na área amazônica do estado do Mato Grosso. As duas fazendas - Santa Adriana l e ll perfazem juntas 40.200 hectares e estão sediadas em Primavera do Leste e Diamantino. Possuindo indescritível infraestrutura amplamente divulgada pela imprensa, incluindo colégio de segundo grau para os filhos dos empregados. Nos 19.000 hectares de pastagens mantém uma pecuária evoluída de 13.500 cabeças, com confinamento médio anual de 2.500 a 3.000 novilhos precoces, além de granja-modelo com 800 matrizes e produção anual de 19.000 suínos precoces, que significa obter 105 kg de peso em apenas 150 dias. Sua produção agrícola é admirável e inclui soja, arroz sequeiro, milho, sorgo, milheto, e algodão.

Nos anos 70 foi eleito o primeiro diretor da Faculdade de Medicina da UPF. Proferiu também a aula inaugural na primeira turma da FMUPF, discorrendo sobre "vocação médica", neste mesmo auditório há exatos 33 anos, que agora está totalmente remodelado graças ao empreendedorismo da atual reitoria.

Hoje ele nos brindará hoje com mais uma pérola - a sua Conferência Magna - A ética frente ao paciente terminal é esperada por todos nós, pois o tema é abrangente e muito pouco entendido pela maioria.

Naquela mesma época recebeu outra tocante homenagem, quando o diretório acadêmico foi carinhosamente denominado "DADSA" - Diretório Acadêmico dr. Sabino Arias, do qual uma boa parcela de todos nós aqui presentes a ele pertenceu. O dr. Sabino soube se fazer presente neste diretório acadêmico de várias maneiras; uma delas foi doando um completo sistema de computador para a modernização das instalações.

Entre 1962 e 1973 foi diretor das empresas Lice e Cile de importação e exportação, no Rio de Janeiro.

Nos anos 70, já morando na cidade maravilhosa, foi visitado por 4 estudantes de medicina de Santa Maria, sendo um deles seu sobrinho, e outro o nosso colega Francisco Wolf, hoje pediatra na nossa cidade, que obtiveram carona num avião da aeronáutica. Vida dura de estudante, dispensável dizer que não tinham dinheiro nem para a passagem. Depois de um jantar formal, onde paulatinamente o gelo foi sendo quebrado pelos anfitriões Cely e Sabino, os jovens universitários foram convidados a se apossarem de uma verdadeira pequena fortuna que estava escondida debaixo dos seus pratos. Foi uma cortesia e boas-vindas para a cidade, quando ela ainda era considerada maravilhosa. Nisto, e noutros tantos atos que ele se permite guardar em inteligente discrição, se revela o teor de bondade do nosso homenageado.

Encerrou um ciclo profissional de 23 anos como médico de "todo o dia" - era o clínico, o obstetra, o ginecologista, o pediatra, o cirurgião. Aliás, o cirurgião geral, o cirurgião vascular, o traumatologista, o neurocirurgião, o cirurgião torácico, o cirurgião oncológico, o cirurgião pediátrico, e tantas outras sub-especialidades que os estimados presentes possam imaginar.

Ouvi diversas vezes, de diversas pessoas, a expressão - "era um médico que curava da cabeça à ponta do pé", donde se depreende que a comunidade depositava nele toda, literalmente toda a confiança.

Era um médico de família. Da família passo-fundense e dos arredores que aqui já convergiam em busca de uma melhor medicina.

Sabe-se, também, que um agricultor de Nova Prata fora mandado para "morrer em casa", pois fora desenganado por neurocirurgião de Porto Alegre, depois de um TCE. Não temendo o desconhecido, talvez o bem conhecido, realizou a delicada neurocirurgia aqui mesmo em frente, no HSVP. O colono recuperou-se integralmente e manteve a mesa da família Arias farta de iguarias das suas terras por tempos e tempos.

Curar, naquele tempo, ia além de fazer o paciente retornar ao seu estado orgânico normal. Aqueles eram ainda os tempos do aconselhamento, do tapinha nas costas, do "vai com jeito fulano. As coisas melhorarão em seguida".

Sabe-se que foi ele quem realizou o primeiro parto cesáreo da cidade.

A relação médico-paciente e uma impressionante vocação para a medicina fizeram o tão conhecido "dr. Sabino" um mito respeitado pelos seus amigos, pelos seus adversários e pelas pessoas em geral, aquelas que podiam pagar ou não. Era o tempo do particular ou do indigente. Não havia ainda qualquer interferência nesta maravilhosa relação médico-paciente.

É bem conhecida a sua determinação em salvar um doente já "desenganado", como se dizia naqueles tempos. Numa época em que o banco de sangue era um luxo que a cidade não dispunha, o dr. Sabino doou o seu próprio sangue mais de uma vez para que a morte do seu paciente pudesse ser "enganada".

O nosso homenageado de hoje não foi apenas um médico, mas também professor de Psicopatologia da Faculdade de Filosofia e um cientista nato, pois pesquisou e publicou obras importantes como:
1) Vocação médica
2) Embolia maciça do tronco pulmonar
3) Tratamento cirúrgico da hipertensão arterial, realizado através da simpatectomia abdominal de Smith-Wick.
4) Contribuição ao estudo dos tumores sólidos gigantes retroperitoniais.

Além disso, sabe-se que os estudantes da FM da UFRGS vinham a Passo Fundo na década de 1950 em grupos de 3 estagiar na área de cirurgia gástrica, pois detinha o professor Sabino o título de Melhor Cirurgião de Estômago do estado.

No início dos anos 40 e pelos próximos 20 anos foi médico contratado pela Rede Ferroviária Federal para atender acidentes de trabalho. Foi diretor do Hospital São Vicente de Paulo por 15 anos.

Manteve o seu consultório na rua Bento Gonçalves, Edifício Adriana por ele construido, consultório este ocupado pelo acadêmico Sérgio Lângaro posteriormente e até hoje. Neste tempo residiu na rua Gal Neto, frequentou as animadas rodas de conversa do Café Elite, fumou charuto e usou a sua gravata de borboleta, além de dirigir um Flamante Impala importado pelas ruas esburacadas e empoeiradas da bucólica Passo Fundo da metade do século passado.

Marcas inconfundíveis que o tempo não apaga.

Para se especializar mais no inicio da vida profissional, estagiou um ano na Universidade de Buenos Aires, sob a orientação de Finochietto, onde dedicou-se especialmente à cirurgia do câncer.

Casou-se com Cely Honorina Nácul, natural de Lagoa Vermelha, com quem tem 3 filhos, todos economistas e administradores de empresas.

Formou-se em Medicina em 1938 na UFRGS, então a única faculdade do estado. A seguir veio trabalhar em Ernestina, na época ainda distrito de Passo Fundo.

Chegou a Passo Fundo quando havia apenas 14 médicos; quando saiu, já trabalhavam aqui cerca de 50. Hoje, em 2003, cerca de 650 profissionais exercem a medicina, e outros 100 realizam treinamento em residências médicas e cursos de pós-graduação.

Estudou no Colégio Americano em Porto Alegre, onde destacou-se também no futebol de campo, que fez merecer um lugar de destaque no Internacional.

Nasceu em 07 de janeiro de 1916 em Porto Alegre, filho de Alberto e Raquel Farias.

Enfim, o que fez deste homem alguém tão especial e o que tanto nos atrai na figura de Sabino Arias? Um estudante e atleta exemplar; um médico que deixou saudades; um ser humano que soube avaliar as fraquezas e revezes humanos e também soube enfrentá-las como poucos; um pioneiro em transformar o solo amazônico em região autosustentável seja na pecuária, seja na agricultura; um homem de negócios que soube levar o produto "made in Brazil" para os cinco continentes, dando um pronto recado aos países do primeiro mundo, dizendo que nós também somos capazes neste setor.

Muitas são as respostas, e muitas são as maneiras de apresentá-las aos senhores, mas me permito resumir que esta sequência de sucessos somente foi obtida porque foram realizadas por alguém que possui extremo amor à vida e respeito aos seus semelhantes.

Sabino Arias é a personificação do otimismo, da busca à perfeição, do metódico ofício de iniciar cada dia como se fosse o melhor da sua vida. Isto ele ainda tem, do alto dos seus 87 anos, muito o que nos ensinar.

Daqui há minutos nós poucos e bem sortudos teremos a oportunidade de presenciar o seu pronunciamento e entender melhor estas minhas palavras..

Por fim, e não menos importante, quero que saibas dr. Sabino, que no dia 31 de janeiro de 1956, exatamente no dia da posse do presidente Juscelino Kubistchek de Oliveira, o seu dia começou mais cedo, por volta das 5h da manhã, quando o sr. foi chamado à maternidade do HSVP Para dar a luz a mais um menino que Vinha ao mundo. Apenas rotina em mais um dia de trabalho. Cinco anos mais tarde este menino novamente precisou dos seus cuidados, já que caiu de um muro lá no Boqueirão. O trauma crâneo-encefálico estabelecido necessitou de internação hospitalar, seguido de várias visitas domiciliares que o sr. fazia duas vezes por dia lá naquela empoeirada rua Alferes Rodrigo, no boqueirão. Mais uma vez a vida daquele menino estava salva graças ao seu talento e capacidade profissional. O pai do menino nunca conseguiu obter do sr. a conta dos honorários médicos, já que o sr. sempre se negou a cobrá-los.

Pois saiba que, dr. Sabino, por aquelas maravilhosas voltas que o mundo dá, que aquele menino sou eu, que a recebo na nossa academia e a convido para ser um dos nossos.

Senhoras e senhores, saudemos de pé, com imensa alegria, o nosso mais novo membro da APM, Sabino Arias. (Saudação proferida em Sessão Magna da APM em 25 de Novembro de 2003)




Veja Também:









































Passo Fundo
Rua Uruguai, 2050
Fone: (54) 3045.2000
Porto Alegre
Rua Leopoldo Bier, 825/401
Fone: (51) 3219.2273
Ortopedista e Traumatologista
Especializado em Membro Superior
Ombro, cotovelo, mão e microcirurgia
© Copyright 2017 www.lech.med.br
Todos os Direitos Reservados
VIPWEB Soluções em Tecnologia