Dr. Osvandré Lech Ortopedista Especializado
Em Membro Superior
Entre em Contato
Dr. Osvandré Lech
Entre em contato
Consultas em Passo Fundo
Consultas em Passo Fundo
Consultas em Porto Alegre
Consultas em Porto Alegre


MENU
Frente para trânsito seguro recebe apoio dos ortopedistas

Preocupados com o aumento do número de acidentes de trânsito e principalmente com as amputações e sequelas decorrentes, a Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia - SBOT, associou-se à Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro, lançada em Brasília.
O ortopedista Paulo Lobo (coordenador da comissão de interatividade social da SBOT), que representou os 10 mil especialistas filiados à SBOT, explica que a preocupação com o número de mortes no trânsito é mundial, tanto que a OMS lançará, em maio, uma campanha para reduzir as mortes no trânsito, 1.260.000 por ano, o que significa uma morte a cada 30 segundos.
Para o presidente da SBOT, Osvandré Lech, a sociedade brasileira se preocupa muito com o número de mortes no trânsito, motociclistas principalmente, "enquanto nos hospitais e Prontos Socorros os ortopedistas cuidam do lado pouco aparente dos acidentes, os jovens e crianças com politraumatismo, as pessoas que sofrem amputações, a sofrida e longa reabilitação e o desespero de arrimos de família impedidos de trabalhar, que não podem mais arcar com o sustento de seu lar".


Velocidade não é causa principal

Paulo Lobo lembra que para cada morte no trânsito, 11 pessoas ficam com sequelas, 38 são internadas e 380 precisam ser atendidas em emergências. O levantamento estatístico é da Organização Mundial da Saúde, que alerta igualmente para a causa da maioria das mortes no trânsito, motoristas alcoolizados ou drogados, seguida por ordem de importância pela falta do cinto de segurança.
"Só em terceiro lugar o excesso de velocidade aparece como razão de mortes no trânsito", diz o médico, ainda citando a OMS, "e é por isso que precisamos trabalhar tanto com a prevenção, pois as mortes no trânsito são evitáveis".

Osvandré Lech, Paulo Lobo e Marcos Musafir, alguns dos líderes da SBOT, insistem que ao se associarem à Frente Parlamentar, os ortopedistas estão assumindo sua responsabilidade social e endossam a ambiciosa proposta de reduzir pela metade o número de acidentes com mortes até 2020, por meio de reforma da legislação e fiscalização dos investimentos públicos no setor.

No ano passado, a Polícia Rodoviária Federal computou 40 mil mortes no trânsito brasileiro, e um dos objetivos da frente é conseguir que o governo federal invista efetivamente os 500 milhões de reais orçamentários para a redução dos acidentes de trânsito, os quais não são aplicados integralmente.
Ao lançar a Frente Parlamentar, o deputado Hugo Leal disse que, se aplicada integralmente, a verba provocará uma redução dos gastos da União, que hoje despende 60 vezes mais, isto é, 30 bilhões de reais no tratamento dos feridos no trânsito, segundo estimativa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - IPEA.


Acreditar, ousar, agir

A campanha que a OMS lançará dia 11 de maio será chamada de a DÉCADA DO TRÂNSITO tendo como lema as palavras : ACREDITAR. OUSAR . AGIR.
E a SBOT se junta a esta ação global contribuindo para prevenção dos acidentes de trânsito no Brasil.




Veja Também:






















Passo Fundo
Rua Uruguai, 2050
Fone: (54) 3045.2000
Porto Alegre
Rua Leopoldo Bier, 825/401
Fone: (51) 3219.2273
Ortopedista e Traumatologista
Especializado em Membro Superior
Ombro, cotovelo, mão e microcirurgia
© Copyright 2017 www.lech.med.br
Todos os Direitos Reservados
VIPWEB Soluções em Tecnologia