Dr. Osvandré Lech Ortopedista Especializado
Em Membro Superior
Entre em Contato
Dr. Osvandré Lech
Entre em contato
Consultas em Passo Fundo
Consultas em Passo Fundo
Consultas em Porto Alegre
Consultas em Porto Alegre


MENU
Brasil passa a contar com mais 450 ortopedistas

O Brasil conta, desde esta semana, com mais 450 ortopedistas, que se somam aos quase 10.000 distribuídos por todos os estados brasileiros. Eles foram aprovados num dos exames de titulação mais rigorosos que existe, com três dias de duração, realizado em Campinas (SP).

Os médicos candidatos à titulação enviaram um trabalho científico desenvolvido ao longo do período de residência, e se submeteram a um exame escrito com duração de três horas, feito de forma eletrônica. Os aprovados passaram em seguida por exame oral para discussão das principais patologias ortopédicas, exame físico em que demonstram como avaliar um paciente com suspeita de hérnia de disco ou com queixa de dor no braço, por exemplo, explica Alberto N. Miyazaki, Presidente da Comissão de Ensino e Treinamento (Gestão 2010), e que coordenou o exame promovido pela Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia.

Foram 570 candidatos vindos de todo o Brasil, explica Miyazaki, todos médicos formados e que concluiram residência em serviços de treinamento em ortopedia e traumatologia. Este ano, para que a prova fosse mais acurada, cada candidato teve que demonstrar proficiência num exame prático, durante o qual teve que mostrar sua habilidade em manipular uma fratura, em fazer uma sutura ou outros procedimentos. Isto avalia diretamente a competência que o profissional tem para realizar procedimentos considerados rotineiros no dia-a-dia do ortopedista. O rigor da prova explica porque alguns candidatos são reprovados e precisam esperar outro ano e outra prova, para que possam obter o título de Ortopedista e Traumatologista.

A lista de candidatos aprovados é enviada pela SBOT para a Associação Médica Brasileira, que emite o título de especialista o qual, emoldurado e geralmente exposto nos consultórios, indica aos pacientes que estão sendo atendidos por um ortopedista que foi considerado apto por uma sociedade médica das mais respeitadas no mundo.

O presidente da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), Osvandré Lech, explica que o Brasil é um País que, embora de grandes dimensões e com 190 milhões de habitantes, conta com um número suficiente de Ortopedistas.

Apesar do Brasil ter alto índice de ocorrências, principalmente desastres de automóvel e motocicleta, fraturas decorrentes de agressão física e acidentes domésticos, além daqueles causados por osteoporose, que aumenta à medida que a população envelhece, temos especialistas suficientes e bem treinados para atender à demanda.

Para Osvandré, a fila de espera que se registra em muitos hospitais, onde há freqüentes queixas de pacientes que aguardam para operações ortopédicas, principalmente nos grandes centros urbanos, é decorrência da carência de investimentos em Saúde, da demora da aquisição de próteses e material cirúrgico, da falta de contratação e, principalmente, do mau pagamento dos ortopedistas, e não pela falta de profissionais. A Medicina evolui rapidamente, hoje contamos com recursos que tornam os procedimentos menos invasivos e a recuperação mais rápida, esclarece o médico. Essa Medicina de ponta exige da SBOT investimentos na educação continuada dos profissionais e do Poder Público mais investimentos em Saúde, pois a Medicina moderna é muito mais eficaz, mas também cara, conclui ele.




Veja Também:






















Passo Fundo
Rua Uruguai, 2050
Fone: (54) 3045.2000
Porto Alegre
Rua Leopoldo Bier, 825/401
Fone: (51) 3219.2273
Ortopedista e Traumatologista
Especializado em Membro Superior
Ombro, cotovelo, mão e microcirurgia
© Copyright 2018 www.lech.med.br
Todos os Direitos Reservados
VIPWEB Soluções em Tecnologia